Curso de Gaita de boca

Individual:

Aulas: práticas (45 minutos de duração) teóricas (60 minutos de duração) .

Ministradas 2 vezes por semana.

Mensalidade:

R$ 295,00

Local: Escola ABC MUSICAL.

Alameda Glete, 1018 - Bairro Santa Cecília / SP - CEP: 01215-001
(próximo a estação do metrô santa cecília)
São Paulo
.
 

E-mail: abcmusical@abcmusical.com.br

Historia da Gaita



A Gaita de boca tem origem milenar. Há 3000 anos [A.C.] na China, o Imperador Nyn Kwya inventou um instrumento de uma única palheta vibrante (Princípio da Palheta Fixa na física ), que produzia um som maravilhoso e sublime, conhecido como '' Sheng''. 

O Sheng é um instrumento feito de palhetas de bambú que vibram quando o ar é soprado dentro delas. 

No século 18, Marco Polo introduziu este instrumento de sopro na Europa sendo ele considerado o precursor da gaita de boca e outros instrumentos de Palheta como: o Órgão de Palheta, o Acordeon e o Saxofone. 

A Gaita Moderna no seu formato atual começou a ser desenvolvida em 1821 na Alemanha por um relojoeiro chamado Christian Friedrich Ludwig Buschman, com o propósito de presentear seus clientes na compra de relógios com pequenas lembranças musicais. A primeira gaita feita por Buschman não era pequena e tinha 21 notas que ele chamava de''Mundaeoline'' - feita em cima da escala ''Eólica'' dos modos Gregorianos. 

Tempos depois, Buschman, com ajuda de outro relojoeiro chamado Christian Messner (que o ensinou como fazer pequenos instrumentos) começaram a fabricar e vender as pequenas gaitas para outros relojoeiros. 

As primeiras Harmonicas de Boca foram fabricadas artesanalmente, uma a uma, por relojoeiros em toda a Alemanha nos 30 anos decorrentes. 

Mas em 1857, outro relojoeiro chamado Mathias Hohner decidiu que aquelas gaitas poderiam ser fabricadas em grande escala, ultilizando recursos industriais. 

Hohner abriu uma pequena fábrica em Trossingen, na Alemanha (sendo esta a primeira fábrica de gaitas do mundo) e começou assim toda uma história do Império da Gaita de Boca Hohner, onde no primeiro ano de negócio trabalhando apenas com sua mulher e mais dois empregados, produziram 650 gaitas. 

O produto foi se popularizando por toda Europa, porém os negócios só cresceram quando Mathias Hohner foi para Nova Iorque levando suas gaitas. 

Conseguiu assim abrir as portas para vendê-las nos Estados Unidos da América. 

Na América a gaita começou a se popularizar durante a guerra civil, pois era um instrumento bastante pequeno e durável, tornando possível que os soldados a carregassem para onde é que fossem. 

Soldados do norte e do sul, amargurados com a guerra, encontraram conforto e prazer nas músicas e nos sons chorosos produzidos pela gaitinha. 

Os primeiros repertórios para gaita na América eram formados por “Folksongs”, Marchas e Hinos. 

Mas em algum lugar ao longo deste caminho a gaita caiu nas mãos dos escravos negros nas fazendas do sul dos E.U.A., abrindo assim novas fronteiras para o instrumento com o surgimento da “Gaita Blues” no formato que é hoje em dia.